Image default

Câmara de vereadores de Três Lagoas entra na negociação salarial dos servidores municipais

A pedido de Sindicato, vereadores vão auxiliar nas novas negociações

Uma Comissão formada pelos vereadores Realino, apóstolo Ivanildo e Cascão vai auxiliar o Sindicato dos Servidores Municipal (SSPM), em novas rodadas de negociação com representantes da administração municipal, para a definição de um índice de reajuste salarial.

A Prefeitura enviou um projeto de lei à Câmara, propondo um reajuste de 3% e uma alteração no valor do Vale Refeição dos atuais R$ 12,50 para R$13,50. O Sindicato pede um reajuste de 6,81%.

Na manhã desta segunda-feira (10), durante a 18ª sessão ordinária, da Câmara, o presidente do SSPM, Antônio Carlos Modesto, usou a Tribuna da Casa de Leis, para falar das negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) – 2018, das contrapropostas apresentadas pelos representantes da Prefeitura, das decisões dos servidores em Assembleia (e os encaminhamentos, após estas), mas, sobretudo, para pedir apoio dos vereadores, nas negociações.

O objetivo é retomar o diálogo, nas tratativas com o prefeito, através da intermediação dos vereadores.

Outra solicitação do Sindicato foi a retirada do pedido de urgência, do projeto de lei nº 50, que dispõe sobre a revisão salarial anual dos servidores administrativos, do quadro geral da Prefeitura Municipal de Três Lagoas (MS).

Todos os vereadores defenderam em Tribuna apoio aos pedidos do Sindicato. A maioria se posicionou contra o Regime de Urgência, do projeto de lei, como forma de não permitir a votação da proposta, na sessão. E, por entender que qualquer definição em Plenário, só poderá ocorrer após, um acordo e amplo diálogo, entre as partes.

Diante da unanimidade nos discursos e do pedido protocolado pelo Sindicato (pedindo apoio dos vereadores à questão), o presidente da Câmara, vereador André Bittencourt solicitou ao líder do prefeito, vereador Antônio Rialino, que retirasse o pedido de urgência.

Realino atendeu as solicitações dos colegas, retirou o pedido de urgência e ainda fez um pedido ao Sindicato: que os servidores comissionados (contratados) também sejam contemplados, nas novas negociações.

Bitencourt fez questão de esclarecer aos representantes do SSPM e servidores presentes a sessão, que o papel dos vereadores será somente auxiliar o Sindicato nas negociações.

A proposta da Comissão já havia sido apresentada pelos vereadores Gilmar e Tonhão, na sessão anterior e foi reforçada pelos demais parlamentares na sessão desta segunda-feira.Camara de Três Lagoas (1)

Projetos

Ainda durante a sessão, oito projetos de lei foram apreciados pelo Plenário.  São eles:

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 06 DE JUNHO DE 2018: “RECONHECE A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS – LIBRAS, COM LÍNGUA DE INSTRUÇÃO E MEIO DE COMUNICAÇÃO OBJETIVA E DE USO CORRENTE DA COMUNIDADE SURDA, NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. Encaminhado para a CCJ.

PROJETO DE LEI Nº 48 DE 07 DE JUNHO DE 2018: “DISPÕE SOBRE A DETERMINAÇÃO DE PRIORIDADE DE ATENDIMENTO, PARA PESSOAS QUE REALIZAM TRATAMENTO DE QUIMIOTERAPIA, RADIOTERAPIA, HEMODIÁLISE OU UTILIZEM BOLSAS DE COLOSTOMIA, NO MUNCÍPIO DE TRÊS LAGOAS”. Encaminhado para a CCJ.

PROJETO DE LEI Nº 50 DE 08 DE JUNHO DE 2018: “DISPÕE SOBRE A REVISÃO SALARIAL ANUAL DOS SERVIDORES ADMINISTRATIVOS DO QUADRO GERAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS LAGOAS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. Encaminhado para a CCJ.

PROJETO DE LEI Nº 203 DE 05 DE DEZEMBRO DE 2017: “INSTITUI NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS, O PROGRAMA CUIDADOR CIDADÃO, DESTINADO A PROMOVER A FIGURA DO CUIDADOR VOLUNTÁRIO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, IDOSOS OU COM MOBILIDADE REDUZIDA, ESTIMULAR ESSA ATIVIDADE E FORNECER O RESPECTIVO TREINAMENTO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. Retirado da pauta.

PROJETO DE LEI Nº 201 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2017: “PROÍBE A OFERTA DE “EMBUTIDOS” NA COMPOSIÇÃO DA MERENDA DE ESCOLAS, CRECHES E CEIS DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. Arquivado.

PROJETO DE LEI Nº 199 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2017: “DISPÕE SOBRE A IDENTIFICAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA SAÚDE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. Arquivado.

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 06 DE JUNHO DE 2018: “RECONHECE A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS – LIBRAS, COM LÍNGUA DE INSTRUÇÃO E MEIO DE COMUNICAÇÃO OBJETIVA E DE USO CORRENTE DA COMUNIDADE SURDA, NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. Encaminhado para a CCJ.

PROJETO DE LEI Nº 48 DE 07 DE JUNHO DE 2018: “DISPÕE SOBRE A DETERMINAÇÃO DE PRIORIDADE DE ATENDIMENTO, PARA PESSOAS QUE REALIZAM TRATAMENTO DE QUIMIOTERAPIA, RADIOTERAPIA, HEMODIÁLISE OU UTILIZEM BOLSAS DE COLOSTOMIA, NO MUNCÍPIO DE TRÊS LAGOAS”. Encaminhado para a CCJ

Veja também

Eduardo Rocha solicita nomeação de agentes penitenciários no município de Cassilândia

admin

Deputado Eduardo Rocha solicita a substituição da ponte de madeira para concreto, sobre o córrego Brioso em Três Lagoas

admin

Última semana de inscrições de concurso do IFMS com 18 vagas para professor

admin

Vereadores de Três Lagoas aprovam prorrogação do prazo do programa “Morar Legal”

admin

Coleta Seletiva contribui com o meio ambiente e garante sustento de 25 famílias três-lagoenses

admin

Diretoria de Trânsito de Três Lagoas orienta população na volta às aulas

admin

Claro deixa clientes fora do ar em Três Lagoas e na Capital

admin

Em Arapuá, Chuva de 50mm e vendaval derruba fios e deixa parte do Distrito sem energia

admin

Polícia Militar divulga o balanço do final de semana em Três Lagoas

admin