www.arapuams.com.br – Portal de Notícias de Três Lagoas e região
Image default

Coleta Seletiva contribui com o meio ambiente e garante sustento de 25 famílias três-lagoenses

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da SEMEA, tem trabalhado na conscientização da separação do lixo e destinando à reciclagem

O trabalho árduo e de suma importância dos recicladores da Cooperativa Arara Azul vem contribuindo cada vez mais com a sociedade três-lagoense. Numa espécie de ciclo “população, Prefeitura Municipal e Cooperativa”, ela tem somado forças em torno da missão de reaproveitar o lixo e da preservação ambiental.

Essa união tem melhorado a qualidade de vida dos 25 trabalhadores da Coopazul e desperta a atenção do Poder Executivo Municipal sobre o assunto. Com quatro anos de criação, a Cooperativa mudou a vida dos ex-catadores, que dependiam do despejo irregular de materiais nas ruas para sobreviver. Hoje, com barracão cedido pela Prefeitura e a Coleta Seletiva realizada pela Empresa Financial Ambiental, 25 famílias têm uma realidade diferente.

A senhora Jeauveth Liberato de Almeida, presidente da Coopazul, conta que, em tempos de catadora, sobrevivia com média de R$ 400 a R$ 500 por mês. “Coletar na rua não era fácil. Além de chuva ou sol quente, havia o problema de transportar o lixo que recolhíamos. Foi com a criação da cooperativa que conseguimos melhorar a nossa renda, dar melhor sustento à nossas famílias, mas ainda temos muito o que conquistar”, explica ela.

Todo o lixo recolhido através da Coleta Seletiva é encaminhado ao barracão que abriga a Coopazul, que atinge uma média mensal de 50 a 60 toneladas, porém, ainda é pouco diante da produção de lixo diária de uma cidade com aproximadamente 118 mil habitantes.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) tem trabalhado intensamente na conscientização de descarte irregular de lixos, além das campanhas incentivando à população, instituições e empresas a colaborarem com a coleta seletiva. “As pessoas devem despertar a consciência que além de não poluir o meio ambiente, aquilo que jogam fora é o sustento de muitas famílias, como o caso dos cooperados”, disse Nayara Gomes de Assis Lima, engenheira ambiental da SEMEA.

O secretário da pasta, Toniel Fernandes, cobrado muito empenho por parte dos servidores da SEMEA na questão do lixo reciclável. Recentemente, a pedido de Toniel, um vídeo institucional foi publicado nas mídias e redes sociais abordando o tema e expondo as vantagens da coleta seletiva.

Um dos problemas encontrados pelos recicladores são os materiais hospitalares que são misturados ao lixo reciclável. Seringas, agulhas, embalagens com remédios e até materiais com secreção humana são encontrados no momento da seleção, causando risco de contaminação.

Para o vice-presidente da Coopazul, Eloir Ribeiro, a colaboração da população é fundamental para a existência da Cooperativa. “Se todos entendessem que separar o lixo corretamente e deixa-lo para ser reciclado é um bem para saúde geral, haveria maior mobilização, pois o que é despejado no aterro sanitário, poderia estar sendo reaproveitado. Muitos materiais não se decompõem na natureza ou demoram muitos anos e isso, causa impactos enormes ao planeta e saúde pública”, pontuou.

Todos os maquinários da Cooperativa Arara Azul são adquiridos por meio de parcerias com empresas preocupadas com a questão ecológica. Para isso, eles precisam atingir uma meta de produção mensal, vender os lotes de reciclados e conseguir o equipamento. Atualmente, os trabalhadores contam com três prensas e uma esteira na execução do serviço.

“Para que a gente consiga novas máquinas, temos que produzir mais, por isso contamos com a ajuda dos moradores de Três Lagoas”, enfatizou Eloir Ribeiro, vice-presidente da Cooperativa.

COLETA SELETIVA

A Empresa Financial faz a coleta seletiva em todos os bairros do Município no sistema porta a porta, sendo uma vez por semana. Os materiais recicláveis devem estar armazenados e separados em sacos verdes, sendo papel, plástico, metal e vidro em cada. O lixo orgânico (resto de comida e semelhantes) ou qualquer tipo de resíduo que não seja reciclável, deve ser separado. Caso ainda não possua os sacos verdes, o morador pode solicitar gratuitamente na Financial pelo telefone (67) 3524-8350. Informações sobre o sistema de coleta, dias de recolhimento e outros, podem ser obtidos pelo telefone da SEMEA: (67) 3929-1249.

Assessoria da Prefeitura Municipal

Veja também

Meninos do Bela Vista é campeão em Copa Regional de Futebol em Castilho

admin

SEJUVEL recepciona equipes e organiza segunda fase dos Jogos Escolares da Juventude

admin

Notificações de casos de dengue em Três Lagoas chegam a quase 4.500 apenas neste ano

admin

Câmara de Três Lagoas aprova continuidade da Apae na administração da rodoviária

admin

Oficina de Fibra e Madeira é realizada na Casa do Artesão

admin

Caixas de areais são construídas no entorno dos playgrounds instalados no Balneário de Três Lagoas

admin