www.arapuams.com.br – Portal de Notícias de Três Lagoas e região
Image default

Com apoio da Suzano, apicultores superam média nacional com produção de 117 toneladas de mel em Mato Grosso do Sul

Programa Colmeias oferece assistência técnica a 150 apicultores de Três Lagoas, Brasilândia, Selvíria e Água Clara

Os 150 apicultores participantes do Programa Colmeias em Mato Grosso do Sul, apoiados pela Suzano, tiveram uma produção de 117 toneladas de mel na safra 2018/2019, com 34,65 kg por colmeia, 65 % acima da média nacional (21 kg). O volume representa 14% do mel produzido no estado.

“A safra mais recente teve um saldo positivo. Apesar das condições climáticas não terem sido tão favoráveis, as perspectivas para a nova safra são boas. Com a capacitação constante, acompanhamento técnico em gestão, produção e comercialização, oferecido pelo Colmeias, os apicultores conseguiram melhorar os processos produtivos, obtendo mais renda”, afirma Evânia Lopes, consultora de Desenvolvimento Social da Suzano em Mato Grosso do Sul.

O Colmeias tem o objetivo de fortalecer a apicultura e fomentar o desenvolvimento da cadeia, ampliando a rede de clientes e a capacidade de gestão das associações. Realizado desde 2009 em Mato Grosso do Sul, o programa beneficia atualmente apicultores de cinco associações que residem nas cidades de Três Lagoas, Brasilândia, Selvíria e Água Clara.

A conquista mais recente do programa para a região será a inauguração da sala de extração de mel em Água Clara, prevista para setembro. Ela terá uma estrutura semelhante à de Selvíria – inaugurada no ano passado – com equipamentos para o processamento de mel como centrífuga automatizada, tanques para decantação, mesa desoperculadora (para remoção ou abertura da película de cera dos alvéolos de mel), caixas de abelhas. O EPI (Equipamentos de Proteção Individual) como macacão, bota de borracha e fumigador (que gera fumaça como medida de segurança no manejo), é contrapartida do apicultor.

Os equipamentos foram adquiridos por meio de recursos vindos durante a construção da segunda fábrica da Suzano em Três Lagoas (MS), e de linha de crédito do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Além do apoio financeiro e capacitação para que as associações possam buscar recursos junto a programas de incentivo à produção rural, a Suzano disponibiliza cerca de 80 mil hectares de sua área de plantio de eucalipto para pasto apícola e oferece acompanhamento constante, por meio de reuniões mensais com as associações e parcerias com instituições para a realização de capacitações.

“O apoio da Suzano foi fundamental para o nosso crescimento. Desde 2015, quando recebemos as primeiras caixas para abelhas, aumentamos em 80% a produção. A montagem da sala de extração foi a melhor coisa que aconteceu. Hoje temos um local com alto padrão de higiene e segurança. Está perfeito”, afirma Rosana Claudia Magri da Cruz, tesoureira da AAPISEL (Associação dos Apicultores de Selvíria).

Os apicultores da associação participam desde o início do mês de um curso de gestão e assistência técnica para manejo das colmeias com técnicos do SENAI (Serviço Nacional de Aprendizado Industrial). A atividade terá duração de dois anos. Segundo Rosana, o próximo passo é obter o selo SIM (Serviço de Inspeção Municipal), que possibilitará a expansão das vendas, inclusive para a prefeitura, por meio de compras públicas para a merenda escolar. “Com isso, esperamos chegar à capacidade máxima de produção. Estamos otimistas com a nova florada”, avalia.

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Veja também

River e Oratório fazem a grande final da Taça Cidade em Três Lagoas

admin

Renovação de matrícula para alunos da REME em 2020 começa no dia 19 de novembro

admin

Feriado prolongado movimenta estradas e aeroportos em todo o país

admin

Proclamação da República completa 130 anos

admin

Mais de 200 mil veículos devem passar pela BR-163/MS durante o feriado

admin

Em Três Lagoas, A polícia identifica condutor do veículo que atropela motoqueiro e foge sem prestar socorro

admin