www.arapuams.com.br – Portal de Notícias de Três Lagoas e região
Image default

Com medo da dengue, vizinhos denunciam acumulador de objetos

Enquanto a dengue hemorrágica faz vítimas e aterroriza a população em Mato Grosso do Sul, tem gente que continua ajudando na proliferação do mosquito Aedes aegypti. É o caso de um imóvel na esquina da Avenida Gunter Hans com a Rua Dinamarca, no Jardim Batistão, em Campo Grande. O local é uma espécie de ferro velho, com caminhões e lataria abandonados, para desespero dos vizinhos.

O matagal tomou conta dos veículos até a faixa de calçada e em um terreno ao lado, lotado de carcaças. A situação deixa os moradores das imediações indignados devido ao risco de doenças.

Campo Grande está com situação de emergência declarada por causa da epidemia de dengue, e a poucas quadras do ‘criadouro’, funcionam duas escolas públicas.

Eu, meus filhos e minha mulher já pegamos dengue“, conta Roberto Santos Braga de 46 anos.

A prefeitura deveria fazer um mutirão aqui“, argumenta o pintor Edilson Ayala (39).

Além do perigo da dengue, ainda tem os usuários de drogas que ficam aí. Tinha que fazer uma limpeza“, diz o churrasqueiro Alessandro Mendes Paulino (40).

Moradores informaram a respeito de quem seria o dono do imóvel e dos veículos abandonados. A reportagem chegou a conversar com a pessoa citada, que estava no local. Porém, ele negou ser o proprietário e dos veículos abandonados.

A prefeitura informou que o caso foi encaminhado ao setor de Vigilância Ambiental para que seja programada uma vistoria a fim de identificar e eliminar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti bem como, paralelamente, a notificação do proprietário do terreno para que providencie a remoção das sucatas.

Ainda segundo a administração, em situações como esta, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) orienta que a população entre em contato pelo número 3314-9955 para que seja formalizada uma denúncia.

Não é necessário a identificação do comunicante. Por fim, diante de uma situação de epidemia enfrentada pelo município, se faz necessário a conscientização da população para que faça o descarte resíduos de pequeno ou grande volume de maneira correta, a fim de evitar situações como esta“, finaliza em nota.

Informações via MidiaMax

Veja também

Procuradoria-Geral de Justiça e ASMMP manifestam apoio a todos os Membros do Ministério Público de Mato Grosso do Sul

admin

Moradores do Bairro São João terão “Mais Lazer nas Comunidades” neste sábado (27)

admin

Jamilson aciona diretor da Aneel contra reajuste de 17,5% na conta da Energisa

admin

Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação no Brasil

admin

Em Brasilândia, Agentes de Combate de Endemias realiza limpeza em bairro

admin

Novo Samsung Galaxy S10 chega à TIM

admin