www.arapuams.com.br – Portal de Notícias de Três Lagoas e região
Image default

Dr. Luis Rodrigo Gatto recebe título de cidadão Três-lagoense pelos trabalhos prestados a saúde

O médico do Distrito de Arapuá do Município de Três Lagoas, Dr. Luis Rodrigo Gatto, recebeu mais uma homenagem na noite da última sexta-feira (31) na Câmara de Vereadores de Três Lagoas. Ele agora recebeu o título de cidadão três-lagoense, em gratidão aos serviços realizados para toda população do Município.

Dr. Gatto estava acompanhado de sua família, sua esposa Andressa Cavalcante gravida de 8 meses, em breve a família do Dr. Gatto estará maior, e de seu pai José Roberto Gatto.

A iniciativa partiu do vereador Jorginho do Gás, que reconhece o trabalho do médico Luis Rodrigo Gonçalves Gatto foi destaque em série de reportagens especial veiculada no Jornal Nacional durante o final de 2018, que mostrava os cinco principais sonhos que o cidadão quer no Brasil do futuro e dentre as mais citadas pela população, saúde é uma delas e Três Lagoas foi a cidade escolhida para representar o país nesta categoria.

Em sua entrevista, o Dr. Gatto disse que 95% dos atendimentos são solucionados na própria unidade de saúde que coordena e apenas os casos de média e alta complexidade são encaminhados para o hospital, o que diminuiu as filas e desafogou o pronto socorro.

Durante a sessão, Jorginho do Gás falou da função do vereador que também é fazer justiça, homenageando pessoas, em vida. “Os meus homenageados vem fazendo um importante trabalho. São muitos os elogios para os policiais, e também, o trabalho do Dr. Gatto, que faz um brilhante trabalho no Distrito, já foi destaque na mídia nacional. E, que através desta Moção, vocês aprimorem o trabalho de vocês, cada dia mais e que Deus abençoe, sempre”, frisou o vereador.

“Nosso trabalho não para, vai continuar para que as melhorias venham. Em Três Lagoas conseguimos fazer com que a saúde funcione, mesmo com algumas dificuldades, quero agradecer a todos”, disse o médico Luis Rodrigo Gonçalves Gatto.

HISTÓRICO

O Dr. Luis Rodrigo Gonçalves Gatto, nasceu em 30 de dezembro de 1983 em Junqueirópolis uma pequena cidade no interior do Estado de São Paulo, filho de Maria Ester Gonçalves e José Roberto Gatto, residiu em Dracena onde passou sua infância e adolescência.

No ano de 2003 ingressou no curso de Biomedicina na Faculdade Barão de Mauá na cidade de Ribeirão Preto, onde estudou por três anos.

Entretanto, como sempre soube que queria ser um médico, não desistiu e no ano de 2006 ingressou no curso de medicina na Universidade do Oeste Paulista concluindo sua formação no ano de 2011.

Recém-formado, chegou na cidade de Três Lagoas a procura de emprego, quando recebeu uma oportunidade do Hospital Auxiliadora e foi contratado como médico plantonista do pronto socorro onde trabalha desde então.

Em 2012 foi contratado pela Secretária de Saúde do Município de Três Lagoas para atuar como médico clínico geral e atualmente atua como médico da família na E.S.F Altair Cabral Trannin, no Distrito de Arapuá, onde é referência por desempenhar sua função com cuidado humanizado aos seus pacientes.

Desempenha ainda a função de coordenador do pronto socorro e pronto atendimento no Hospital Auxiliadora somando forças com uma equipe comprometida com saúde dos munícipes que necessitam de atendimento.

Reportagem da Rede Globo

O Brasil que eu quero

“O Brasil que Eu Quero“, a qual a reportagem do ArapuáMS acompanhou os bastidores da gravação em 30 de Agosto de 2018, clique aqui e veja.

Muita gente deu o recado nos últimos sete meses: menos corrupção, mais educação e cidadania, mais segurança, saúde de qualidade, políticos comprometidos com a população, menos intolerância e preconceito, mais emprego. Foram mais de 120 mil pedidos!

O projeto “O Brasil que eu quero” recebeu mais de 50 mil vídeos de 99,5% dos municípios brasileiros: 9% das mensagens foram gravadas por crianças; 7%, por adolescentes; 13%, por idosos; e o restante, por adultos.

Na participação por sexo, 28% são mulheres, 65%, homens. Grupos (amigos, vizinhos, colegas de trabalho e de escola etc.) participaram com 7% dos vídeos. Milhares de rostos surgiram nas suas telas todos os dias com um mesmo desejo: o de viver em um país melhor.

O que mais a polução pediu foi educação, menos corrupção, mais cidadania, saúde de qualidade, segurança, políticos comprometidos com a população, menos intolerância e preconceito e mais emprego.

O programa exibiu a reportagem nesta segunda-feira (01) de Outubro que falava de saúde de qualidade e mostrou os dois lados da saúde, o má atendimento no Munícipio de Fatima do Sul-MS e o outro lado do atendimento de qualidade no Distrito de Arapuá e Três Lagoas. Assista no link https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/10/01/jn-mostra-que-o-brasil-que-queremos-e-viavel-e-em-alguns-casos-ja-existe.ghtml

Veja também

Unidade de Saúde da Família do Paranapungá presta homenagem à enfermeira Maria Luiza Gaspar

admin

Deputado Eduardo Rocha solicita melhorias na sinalização da 3ª faixa na BR-262 entre Três Lagoas à Água Clara

admin

Suzano faz proposta abaixo da inflação e sindicato recusa

admin

24 vagas de emprego na Loja Renner no Shopping Três Lagoas

admin

Eldorado oferece 2.8% de reajuste salarial e sindicato recusa

admin

Polícia Militar Ambiental de Amambai autua cinco em R$ 283,3 mil por desmatamentos ilegais

admin