ArapuáNews – Notícias de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, Brasil e região
Image default

Em Água Clara, Polícia Civil prende em flagrante suspeito de estuprar a própria enteada

O autuado é investigado por supostamente ter estuprado a enteada repetidas vezes ao longo de dois anos, com suposto consentimento da mãe afetiva da vítima

A Polícia Civil de Água Clara prendeu em flagrante suspeito de estuprar a própria enteada nesta última sexta-feira, 27 de Setembro de 2019. O caso foi levado pelo Conselho Tutelar de Água Clara à Delegacia, tendo o Delegado de Polícia Titular decretado a prisão em flagrante do indivíduo, decisão que foi ratificada, neste dia 30 de Setembro, pelo Ministério Público e Poder Judiciário em audiência de custódia que resultou na conversão em prisão preventiva do investigado.

O caso chegou ao conhecimento dos órgãos públicos após a vítima demonstrar comportamento depressivo no colégio. Levada à Delegacia, em depoimento especial acompanhado por Conselheira Tutelar, a vítima contou com detalhes que vinha sendo estuprada nos últimos dois anos quase que diariamente, mediante grave ameaça, e que a última vez havia sido na noite anterior, contando que o autor teria ejaculado em sua vagina e que sua mãe de criação, esposa do suspeito, presenciava a situação e nada fazia.

A equipe formada pelo Investigador Plantonista e o Delegado de Polícia diligenciou à residência do casal, conduzindo ambos à Delegacia e iniciando a investigação preliminar, que durou aproximadamente 9 (nove) horas ininterruptas. O acesso aos aparelhos telefônicos foi concedido espontaneamente, e neles foram encontrados diversas conversas de whatsapp de cunho sexual corroborando as acusações da vítima. Em uma delas, o suspeito chamava a vítima de “delícia, delícia, linda”, e em outra perguntava se a adolescente (14 anos) “estaria transando” e por isso demorava a responder suas mensagens.

Realizado exame sexológico forense na vítima, foi encontrado material branco leitoso, semelhante a sêmen, colhido para análise de DNA. A investigação prossegue e já conta com depoimento de ao menos outra testemunha que confirma ter presenciado relações de teor sexual entre o investigado e a vítima.

A esposa do investigado também poderá responder pelo crime hediondo, na condição de responsável legal da vítima, pela omissão em ajudá-la, algo que a doutrina criminal classifica como “crime comissivo por omissão”.

A cidade de Água Clara apresenta índices expressivos de estupro de vulnerável, sendo que praticamente todos os casos recentes se deram no ambiente familiar. A Polícia Civil local tem tratado os crimes desta natureza como absoluta prioridade, e a atuação diligente do Conselho Tutelar local tem se mostrado decisiva nos índices positivos de elucidação.

Veja também

Visite nosso novo site www.arapuanews.com.br

admin

Cerca de 800 pessoas participaram do projeto Transporte em Ação do SEST SENAT

admin

Unidade Móvel da Energisa leva aulão gratuito sobre eficiência energética para Água Clara

admin

Em Corumbá, Professora de 44 anos morre atropelada por vagão

admin

Saudoso locutor de rodeios, ‘Curió’ ganha homenagem com nome de rua em Três Lagoas

admin

Ex-Vice Presidente da FETEMS e Professora Elaine de Sá Costa será velada as 20h no Sinted de Três Lagoas

admin