Image default

Equipes de socorro em acidentes de emergências participam de simulado em Três Lagoas

Prática de atendimento às vitimas de um acidente com veículo transportando material radioativo foi no Espaço Arenamix

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio da Gerência Técnica Estadual do VIGIDESASTRES da Coordenadoria Estadual de Vigilância em Saúde Ambiental (CVA), com a participação da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), realizou exercício prático de simulado de acidente de trânsito com vítimas, no período da manhã desta quinta-feira (20), no Espaço Arenamix.

No simulado, em que um dos veículos envolvidos transportavam produtos radioativos, cinco vítimas sofreram ferimentos de natureza grave, além de suspeita de contaminação radioativa. As vítimas foram representadas por um grupo de estudantes do curso técnico de Enfermagem do SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de Três Lagoas, previamente maquiadas para essa finalidade específica, pelo servidor do Setor de Vigilância em Saúde do Trabalhador, da Diretoria de Vigilância em Saúde e Saneamento da SMS, André Dourado.

Este exercício estava inserido na programação de conhecimentos práticos do curso de “Emergência por Agente Químico, Biológico, Radiológico e Nuclear – QBRN, iniciado em Três Lagoas na terça-feira (14) e que se estenderá até sexta-feira (21) no salão de Eventos do Hotel Druds.

No socorro às vítimas, a simulação de uma ocorrência, a que “estamos sujeitos com todas as consequências”, como observou o coordenador estadual de Vigilância em Saúde Ambiental e do Centro Integrado de Vigilância Toxicológica (CIVITOX) da SES, engenheiro sanitarista e ambiental, Karyston Adriel Machado da Costa.

Neste exercício prático, participaram também os representantes da CEDEC, agente Sandoval Leonardo Júnior, e o gerente administrativo, subtenente Walter Antunes de Oliveira.

Também participaram ativamente da simulação, orientando os envolvidos neste exercício: engenheiro nuclear Carlos Alberto dos Santos, da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), lotado no Instituto de Radioproteção e Dosimetria da Divisão de Atendimento a Emergências Radiológicas, Rio de Janeiro (RJ); e a chefe do Núcleo de Educação Permanente de Urgência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU de Manaus (AM) e também especialista em Emergência de Saúde Pública do Ministério da Saúde.

INTEGRAÇÃO

No simulado, foi visível a importância da integração dos órgãos e instituições, aptos a dar respostas imediatas para o atendimento de um desastre como este, como anunciou o narrador da sequência dos procedimentos, como está previsto no SCI – Sistema de Comando de Incidentes, instrumento de gerenciamento de desastres, usado pelo Corpo de Bombeiros.

Como foi demonstrado no simulado, normalmente, os primeiros a tomar conhecimento do acidente são os agentes de Trânsito, que logo se comunicam com a Polícia Militar para o devido registro da ocorrência, isolamento da área e levantamento inicial das informações do que está acontecendo.

Perante a situação inicialmente percebida, é acionado o Corpo de Bombeiros, com as devidas equipes de socorro e o SAMU, que assume a responsabilidade da remoção das vítimas ao Pronto Socorro ou à Unidade de Pronto Atendimento – UPA, observando o grau de gravidade que as vítimas apresentam.

Nesta ação, houve a preocupação em examinar as vítimas quanto ao grau de contaminação com material radioativo, formação de corredor de desintoxicação e uso dos adequados EPIs – Equipamentos de Proteção Individual, incluindo luvas e máscaras

Neste exercício, houve também o envolvimento e participação das equipes dos vários setores da Vigilância em Saúde e Saneamento, como o setor de Vigilância Sanitária, Saúde do Trabalhador e Vigilância Ambiental.

Juntamente com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental (PMA), UPA e SAMU, também participaram representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMEA), Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA), Hospital Auxiliadora e Coordenação Municipal de Defesa Civil.

Veja também

Em Três Lagoas, mulher perde emprego por ser casada com negro

admin

Ampliação de Subestação em Três Lagoas custará 4,2 milhões e beneficiará 80 mil pessoas

admin

AEMS terá curso de Odontologia em 2019

admin

Candidatos aprovados em Concurso Público de Três Lagoas são convocados para posse

admin

Prefeitura de Três Lagoas disponibilizará ônibus para a comemoração de réveillon

admin

Costelada Beneficente reúne 1.200 pessoas em Três Lagoas

admin

Comitê se reúne para definir ação de enfrentamento ao Aedes aegypti em Três Lagoas

admin

Assistência entrega à Saúde equipamentos para auxiliar atendimentos do Bolsa Família

admin

Instituto vai apoiar projetos sociais de Três Lagoas

admin