Image default

IFMS apresenta ações que visam à permanência e ao êxito dos estudantes

Representantes dos dez campi do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) estiveram reunidos, em Campo Grande, para discutir um assunto desafiador e recorrente nas instituições de ensino brasileiras: como reduzir os índices de evasão e retenção de estudantes.

Um dos casos de sucesso debatidos foi o do Campus Corumbá, que trouxe a experiência de trabalhar a permanência e o êxito em três frentes. São realizadas ações com estudantes, pais ou responsáveis e professores.

Ao ingressar no IFMS, o aluno do curso técnico integrado ao ensino médio participa de um programa de nivelamento para que sejam resgatados conteúdos do ensino fundamental referentes às disciplinas de língua portuguesa, matemática e raciocínio lógico.

“Em janeiro e julho, durante as férias escolares, esse estudante que acabou de ingressar no IFMS assiste a aulas de nivelamento durante três dias da semana. Essa adaptação é importante e a gente já começa a perceber melhoras. O índice de notas vermelhas em português e matemática tem reduzido, e o de evasão também”, comentou Wanderson Batista, diretor de Ensino e presidente da Comissão Local de Permanência e Êxito.

Dados preliminares mostram que desde o início da ação, no segundo semestre de 2016, o número de estudantes que chegam aos últimos semestres dos cursos técnicos integrados é quase três vezes maior.

Em outra ação de permanência e êxito, os pais ou responsáveis são convidados para uma reunião com os professores para que saibam como as disciplinas serão trabalhadas. “O pai e a mãe, ao conhecer a atuação do docente, poderão acompanhar em casa. Isso faz com que se sintam parte do processo”, explicou Wanderson.

Para que os professores também atuem para a redução das taxas de evasão e retenção, o campus promove ainda oficinas de formação pedagógica. Em encontros semanais, os docentes falam sobre a prática diária em sala de aula e trocam experiências. Profissionais de outras instituições também são convidados a participar.

No Campus Coxim do IFMS, o acompanhamento é feito por meio de uma planilha compartilhada entre os servidores do Núcleo de gestão Educacional e Administrativa (Nuged) e as coordenações dos cursos.

“Todas as faltas são lançadas nessa planilha. A cada três faltas, nós entramos em contato com a família para saber o motivo de o aluno não estar indo às aulas. Também inserimos informações sobre o comportamento do estudante, se fica fora da sala de aula, se usa muito o celular. Esse histórico facilita o acompanhamento individual”, explicou Marcela Rubim Rodrigues, pedagoga e membro da Comissão Local de Permanência e Êxito.

Indicadores – Em dezembro de 2015, o IFMS designou uma comissão para acompanhar as ações de permanência e êxito de estudantes. Na ocasião, o grupo ficou responsável por fazer diagnósticos qualitativos e quantitativos relacionados à evasão e retenção.

Os dados quantitativos, extraídos do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec) entre os anos de 2011 e 2014, revelaram que nesse período houve aumento das taxas de retenção e evasão, bem como redução da permanência e êxito.

O diagnóstico qualitativo foi feito com base na aplicação de questionários com estudantes e servidores. Os resultados mostraram que entre os fatores de retenção e evasão estão dificuldades de adaptação à vida estudantil e aos estudos na área do curso, bem como à formação escolar anterior, ou seja, à falta de conteúdo.

Com base no trabalho desenvolvido pela comissão, o Conselho Superior do IFMS aprovou, em março de 2016, o Planejamento Estratégico Institucional de Permanência e Êxito dos Estudantes.

Com o documento, a instituição passou a acompanhar as ações executadas nos campi e apoiar a implantação de medidas preventivas e corretivas para reduzir os índices de evasão, além de promover a formação continuada dos servidores com foco na permanência e êxito, e a articulação da família dos estudantes com o IFMS.

Todas as medidas têm como objetivo final elevar os índices de aprovação nas unidades curriculares e conclusão dos cursos ofertados pela instituição.

“Temos monitorado os estudantes reprovados por falta e em dependência por meio do sistema acadêmico. Percebemos melhora na evasão, mas ainda precisamos finalizar o ano para comparar os indicadores dos Relatórios de Gestão de 2016 e 2017”, explicou Tânia Brizueña, presidente da Comissão Permanente de Acompanhamento das Ações de Permanência e Êxito no IFMS

O Planejamento Estratégico e os dados completos obtidos nos diagnósticos quantitativos e qualitativos elaborados pela comissão estão disponíveis na página da Permanência e Êxito Estudantes no IFMS.

Encontro – O I Encontro da Comissão Permanente de Acompanhamento das Ações de Permanência e Êxito do IFMS foi realizado na reitoria, em Campo Grande, nos dias 11 e 12 de setembro.

Além de apresentarem as ações desenvolvidas nos campi e trocarem experiências sobre o tema, os participantes refletiram sobre os resultados institucionais e estudaram sobre evasão e retenção de estudantes.

“Saber o que o outro campus faz e que está dando certo, e poder saber com mais detalhes como conseguiu atingir seus objetivos, fez o grupo refletir sobre as ações já realizadas e pensar no planejamento do segundo semestre”, destacou Tânia.

Veja também

Concurso Geração Sustentável 2018 divulga resultados

admin

Em Selvíria, Eldorado Brasil promove a 2ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho Rural

admin

Projeto Três Lagoas Conectada disponibiliza sinal de internet via Wireless

admin

Atletas de Luta de Braço/MS conquistam 25 medalhas no Pan-americano em São Paulo

admin

Prefeitura de Três Lagoas decreta ponto facultativo nesta sexta-feira (22)

admin

Em Água Clara, Fuzil, carregadores e 26 munições são apreendidas na BR-262

admin

8º Encontro de Carros Antigos de Três Lagoas

admin

Valorizar sentimentos ao promover o protagonismo estudantil

admin

Candidata de Concurso Público de Provas e Títulos 2014 é nomeada a exercer cargo de Professor de Educação Infantil

admin