ArapuáNews – Notícias de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, Brasil e região
Image default

Meio Ambiente dá início ao projeto de revitalização da Segunda Lagoa

Há meses, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) vem desempenhando, com excelência, o trabalho de limpeza e adequação na Segunda Lagoa. Prova disso, é a vista geral que está agradando a todos que passam pelo local, principalmente moradores vizinhos.

Conforme o secretário da pasta, Toniel Fernandes, essa é a primeira etapa para o processo de recuperação da vegetação nativa, por meio do plantio de mudas de espécies arbóreas na Segunda Lagoa. “Ao contrário do que alguns pensam, a lagoa não está sendo degradada ou desmatada, muito pelo contrário, estamos retirando todo o entulho, lixo, mato e vegetação invasora e preparando a área para receber o projeto de plantio”, argumentou.

Ele explica também que o local era ambiente de descarte de entulho, lixo, galhada, móveis e segundo relatos, até mesmo desova de cadáveres. “Foi necessário fazer a limpeza do solo para que ocorresse o nivelamento e retirada dos resíduos. Este mesmo processo de limpeza foi iniciado no ano de 2018, em área que no momento já se encontra recoberta por vegetação rasteira invasora, a qual é controlada, por meio de roçadas a trator”, completou.

PROJETO

O projeto, segundo Toniel, contempla o entorno da lagoa com o plantio de árvores nativas, beneficiando aves e outros animais da região, além de proteger o solo ao redor da lagoa.

Além disso, o plantio das árvores é o primeiro passo para a recuperação ambiental da área, a partir disto, outros recursos de compensação poderão ser destinados para a região, no sentido de custear obras que tornarão a área atrativa a visitantes, fomentando o turismo regional.

O plantio é fruto de compensação ambiental de uma obra licenciada pelo IBAMA, no caso o Sistema de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON), o qual está vinculado ao Ministério da Defesa.

Para o fiscal ambiental da SEMEA, Flávio Fardin, a Segunda Lagoa já começa a perder o aspecto de abandono, devido aos trabalhos realizados e a luta para a recuperação da qualidade ambiental da região.

“Cabe lembrar que a região das lagoas está sob um regime especial de proteção. A área foi transformada em uma Unidade de Conservação (UC) pelo Decreto Municipal nº 188 de 13 de dezembro de 2016. O IBAMA aprovou a destinação do projeto de plantio compensatório do SISFRON justamente pelo fato da área ser uma UC, caso não fosse, o projeto seria destinado para outros locais do Estado”, disse.

A compensação consiste na recuperação de 8,4 hectares de vegetação nativa, executada pela empresa Casa da Floresta Assessoria Ambiental e o projeto será custeado pelo SISFRON. Em contrapartida, o Município realizou a limpeza da área para que seja realizado o plantio, o qual está previsto para outubro, e fiscalizará o trabalho.

“Estaremos dando apoio e fiscalizando ao projeto, mesmo porque a Segunda Lagoa é nosso patrimônio e está incluída na Unidade de Conservação Monumento Natural das Lagoas; o projeto do SISFRON vem ao encontro das iniciativas de recuperação previstas para a região” complementou o Fiscal Ambiental Flávio Fardin.

“Estaremos dando apoio e fiscalizando ao projeto, mesmo porque a Segunda Lagoa é nosso patrimônio e está incluída na unidade de conservação Monumento Natural das Lagoas; o projeto do SISFRON vem ao encontro das iniciativas de recuperação previstas para a região” concluiu.

Veja também

Visite nosso novo site www.arapuanews.com.br

admin

Cerca de 800 pessoas participaram do projeto Transporte em Ação do SEST SENAT

admin

CAMPANHA: “Adote uma caneca” é iniciada na Prefeitura de Três Lagoas

admin

Em Corumbá, Professora de 44 anos morre atropelada por vagão

admin

Saudoso locutor de rodeios, ‘Curió’ ganha homenagem com nome de rua em Três Lagoas

admin

Ex-Vice Presidente da FETEMS e Professora Elaine de Sá Costa será velada as 20h no Sinted de Três Lagoas

admin