Multinacional proíbe funcionários de usar pen drives; entenda

Multinacional proíbe funcionários de usar pen drives; entenda

Yahoo

Uma das maiores empresas do mundo, a IBM, chamou a atenção nesta semana por proibir que seus funcionários utilizem dispositivos removíveis como pen drives e cartões de memória. “Estamos expandindo a prática e proibir a transferência de dados usando dispositivos de armazenamento portáteis”, explica Shamla Naidoo, diretora global de segurança da companhia. O principal motivo da decisão é evitar danos financeiros e “de reputação causados por esses dispositivos”, detalha um comunicado enviado aos empregados.

Quem decidir enviar arquivos de um local para outro deverá utilizar uma solução interna da companhia, que reconhece que a mudança pode ser “um pouco perturbadora” para alguns funcionários.

Entenda

Especialistas em segurança afirmam que a decisão da empresa, embora pareça estranha, é correta. “Dispositivos USB apresentam um risco real – muitas vezes é muito fácil extrair dados de uma empresa por meio desses dispositivos e introduzir softwares maliciosos”, explica Kevin Beaumont.

Apesar disso, pode ser difícil banir completamente a utilização desse tipo de dispositivo, principalmente em uma empresa grande. Outros profissionais afirmam que a medida não vai garantir a segurança total.

“Interromper a utilização do USB não vai impedir que as pessoas roubem dados. Quanto à perda dos pen drives, um laptop ou credenciais para um servidor FTP também podem ser facilmente perdidos”, justifica Sumir Karayi, presidente da empresa de segurança 1E.