No mês de outubro, o ArapuáMS, fez uma entrevista com o vice-presidente de Ginecologia/obstetrícia do Estado de Mato Grosso do Sul, Dr. Edmar José Cassemiro.

E no mês de dezembro, um mês de nascimento do Jesus Cristo e de um novo ano, vamos mostrar a história do Dr. Edmar José Cassemiro, que ajudou a povoar Três Lagoas, com uma média de 10 mil nascimentos.

Edmar teve sua infância na fazenda. Nasceu no ano de 1963 em Valparaiso-SP,  filho de Sebastião Cassemiro e Aparecida Cassemiro.

Com quatro anos foi para Castilho-SP, na Fazenda Três Barras, onde foi criado, fazenda que atualmente foi  desapropriada. Na época seu pai trabalhava na fazenda, os donos tinham também fazenda no Alto Sucuriu, no município de Água Clara.

Estudou até a quarta série na escolinha da Fazenda Três Barras, finalizando o primeiro colegial na cidade de Castilho/SP. Na época não tinha grandes condições financeiras, então os brinquedos eram feitos manualmente, confeccionados pelo pequeno Edmar, que juntava caixas de madeira, lata de leite, latas de óleo e fazia os carrinhos. Durante as férias passava na casas dos avós em Mirandópolis, onde brincava com os primos, de pique escode, pesca em açude, e acordava cedo para ajudar a tirar leite, uma época boa, tenho boas lembranças,  tudo na vida tem a parte boas e ruins, mas o resultado a soma no final  e muito  boa, saudável, gostosa de ser vivida,  nada que ficou de  magoa, família unida, uma infância muito saudável, muito carinho,  alegria, comenta o Dr.

Após estudar 2º e 3º colegial em Andradina, com 17 anos de idade, foi para Jundiaí fazer cursinho, e seus pais com acertos do trabalho da fazenda, foram para Três Lagoas, e montou a Selaria Melo, e depois Rei do Laço, e gerando renda para manter o filho na faculdade de medicina.

FACULDADE

Com um ano de cursinho, Edmar com 19 anos, no meados de 1982 passa na Faculdade de Vassouras/RJ, estudando por mais 10 anos, seis anos na faculdade e mais quatro anos de residência.

Com dificuldades, morou em republicas com mais 3 alunos, dividindo as despesas, a cidade sua fonte principal era turismo e a Universidade. Sempre estudou em escola pública, e o primeiro ano de faculdade particular foi muito difícil.

Para estudar pegava os livros emprestados na biblioteca da universidade, e assim estudava até tarde da noite, com muita dificuldade em emprestar os livros, já que a sala era mais de cem alunos.

O primeiro e segundo anos foram os mais difíceis, após 5 anos começando os internatos, tendo uma grande experiência, com o método usado na faculdade. Na época Vassouras/RJ tinha 30 mil habitantes, e começou a fazer a residência nos postos de saúde e acompanhando os partos que acontecia na cidade.

TRÊS LAGOAS

DR Edmar (4)Em 1992, o Hospital Remo Massi de Três Lagoas estava precisando de médicos, e Dr. Edmar acompanhado do Dr. Ivan, vem para Três Lagoas, onde começar a trabalhar no hospital.

Na mesma época Edmar começou a atender na Centro Rural de Arapuá como clinico, logo em seguida com a construção pela prefeitura do posto de saúde, iniciou o trabalho de ginecologista no Distrito. Edmar lembra como uma época maravilhosa, muito bem acolhido e reconhecido pelos moradores do Distrito e fazendas da região,  onde ele mais o clinico geral Dr. José Pinto Junior, atendiam a parte da saúde de Arapuá.

Após 5 anos em Arapuá, Edmar estabelece somente no Munícipio de Três Lagoas, atendendo em postos de saúde da cidade, com a entrada do prefeito Issam Fares, Cassemiro finaliza os atendimentos nos postos de saúde e fica somente no consultório e hospital.  “Ainda tenho esperança de retornar o atendimento no setor público”, naquela época não tinha os recursos necessários nos postos de saúde, com um suporte de exames, pré-natal, a gestante não conseguia um ultrassom com acompanhamento adequado, e assim fui desiludindo com essas situações e acabei me afastando do setor público.

Mas hoje já tem meu filho o Dr. Rafael Grassi Cassemiro, ginecologista/obstetra e professor da faculdade e coordenador do curso de medicina de Três Lagoas,   e minha nora também ginecologista e professora da faculdade, que estão atendendo os postos e setores da saúde da cidade.

Dr. Edmar é casado com a economista Edna Grassi Cassemiro, que administra seu consultório, e desta união teve dois filhos, o Dr. Rafael e Natalia cursando fisioterapia na Uniderp de Campo Grande.EDMAR CASSEMIIRO (6)

MEDICINA

Completados 30 anos no mês de junho deste ano, Edmar esteve com os amigos da faculdade de Vassouras, festejando a data. E de medicina em Três Lagoas completou 26 anos, o dr. acredita que já fez mais de dez mil (10.000) partos somente em Três Lagoas, este grande numero se deve da época de atendimento no setor público nos primeiros 15 anos, quando Edmar e Ivan, no Hospital Remo Massi, conseguiam fazer mais partos do que os seis médicos do Hospital Auxiliadora (pode ouvir no 18 min do áudio), somente um dos anos teve mais de 600 partos, quase dois por dia. A satisfação é que hoje já estou fazendo parto das meninas que nasceram em minhas mãos, a vinte anos atrás, isso é muito gratificante, diz Edmar.

DIA-A-DIA

Levanta as 6h da manhã, quando tem cirurgia chega as 7h no hospital e logo após continua o trabalho no atendimento do consultório que se estende ate as 11h, com parada para almoço, e a tarde das 13 às 17h, de segunda a sexta.

O PARTO

No início a paciente faz um pré-natal uma consulta ao mês, com avaliações no desenvolvimento, com as condições da mãe e bebe, e quando chega nos últimos meses, as consultas são quinzenais. E próximo ao parto 24h disponível.

As mulheres de Três Lagoas atualmente estão fazendo mais partos cesarianas, foi dada a opção por lei da escolha, mesmo com as explicações das facilidades de um parto normal, a paciente por uma melhor condição financeira, opta pelo parto cesariana.

A DIFERENÇA DE NORMAL E CESARIANA

Cesariana – tem risco de sangrar mais, risco de infecção, um nascimento sem aviso. Normal – tem as contrações, recebe os estímulos entre o útero e bebe, sendo preparado para nascer.

Em casos de risco, o médico sabe como ocorrer sobre e usa a cesariana.

SAÚDE

Na minha experiência, Três Lagoas tem algumas conquistas a ser alcançadas para a população, como suportes, mamografias, ultrassom morfológicos, para poder da vazão a demanda, que não está sendo suficiente, mas mesmo assim a nível de Brasil não está nas piores das situações, a saúde pública em Três Lagoas está numa média alta se comparado a nível nacional.

Enquanto no Brasil, falta seriedade política, os desvios de verbas são grandes, o dinheiro que a sociedade paga para ser investida em diversos setores, é muito mal investido, muita coisa para ser melhorada, mas acho que é questão de gestão, uma melhor administração na saúde do Brasil.

GINECOLOGIA

Mensagem ao jovem que pretender entrar na área, em qualquer profissão, em que a pessoa queira iniciar, muita disposição, vontade e gostar do que pretender fazer, um dom, se for para o lado de comodidade, financeiro, que não é relacionado ao dom, acaba não sendo um bom profissional, e acaba por não se realizar profissionalmente.

Ser perseverante e disputar a concorrência cada vez maior, no meu caso, sempre gostei da parte acadêmica, não estou na faculdade, por falta de disponibilidade de tempo, não fiz os cursos e concursos para estar na área, mesmo assim me dedico bastante nessa parte de aprendizagem, não só minha, mas das comunidade médica em geral, principalmente da área de ginecologia e obstetrícia.

Temos uma jornada média de ginecologia e obstetrícia, no ano de 2018, já será a décima jornada, sou o vice-presidente de Ginecologia e Obstetrícia do Estado do MS, onde conseguidos os professores, que estão vindo à Três Lagoas, para manter atualizados os profissionais, uma aula mensal que fazemos no hospital, onde convidamos um professor de outra cidade ou daqui, não só na ginecologia, mas também cardiologista, para falar de cardiopatia na gravidez, oncologista, onde explicar sobre o câncer do colo e do útero, eu sou um que nunca faltei nessas aulas, sempre ganhando um novo conhecimento, isso reflete no atendimento.

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Com o crescimento de Três Lagoas, os hospitais evoluíram, mas concentrar as especialidades num lugar só, começa a ficar complicado, tumultua, exemplo de uma internação no hospital, no máximo uma hora para internar, porque é muita gente, e se dividir esse movimento para outro local, já ajuda muito. Aumentou enfermaria, leitos, oncologia, imagem, mas o centro cirúrgico tem apenas 4 salas, onde continua desde quando cheguei a Três Lagoas a 26 anos atrás, então o medico tem dificuldade de agendar uma cirurgia letiva, o movimento cresceu muito, quantidade de médicos também, a população mais ainda, mas a sala de cirurgia continua no mesmo número.

Então com a construção do Hospital, na verdade é um Hospital Estadual, vão ter que fazer um convenio com o Federal, para se tornar um hospital universitário, que acho que é o objetivo desse hospital. Normalmente o padrão de um hospital universitário, tem os padrões de atendimento de excelência, onde os professores estarão acompanhando e atendendo, e para os alunos é muito interessante, um lugar para praticar, aprender e adquirir experiência.

LAZER

Meu momento de descontração é um rancho na beira do Sucuriu, onde temos em parceira com mais sete médicos, as vezes jogo um futebol no sábado, mais vou mais para o rancho, gosto de ficar mexendo plantas.

Para finalizar vamos conhecer o lado pessoal do Dr.
FAMÍLIA

EDMAR CASSEMIIRO (8) A base de tudo, quem tem uma família estruturada, tem mais chance de se dar bem na vida, de continuar no caminho do bem, de não ser envolvido em vícios, criminalidade, coisas que não leva a nada;

SAUDADE

Da minha mãe, que a perdi a quatro meses atrás, e dos velhos tempos de infância.

SONHO

Sem demagogia, uma distribuição melhor de renda, não só para o Brasil, mas no Mundo todo, onde a gente ver essa situação de políticos roubando milhões, onde a pessoa não precisa daquilo para viver, uma melhor distribuição de renda seria melhor para todos nós. Se a população tiver melhores condições será bom para a comunidade em geral, um giro na economia. Uma equalização melhor das riquezas do mundo.

GINECOLOGIA

Minha vida, 30 anos na profissão, com total dedicação exclusiva, estudo muito, todo dia se atualizando, participo de 3 a 4 congressos todo ano, vivo em função disso.

MULHER

A primeira mulher que vem a cabeça é a esposa, que nos apoia, a base da família, que nos ajuda a estruturar a família.  A mulher no geral, se a sociedade no geral fosse administrada por mais mulheres, seria bem melhor, o homem é mais agressivo, intempestivo, materialista, a mulher é mais emotiva, se envolve mais nos problemas do próximo, então acho que a mulher tem essa grande vantagem em relação aos homens.

VIDA

Uma vida é uma evolução, onde queremos sempre crescer, tem uma maior idade, e assim aparecendo as responsabilidades, os compromissos, relacionamentos, família, filhos e procurar fazer as conquistas, os bens, boas ações, para quando chegar numa fase final, ter alguém que possa te dar suporte, onde muitos idosos não tem no fim da vida. Em asilos, em abandonos emocional, principalmente emocional, em muitos asilos as pessoas são bem cuidados fisicamente, mas a família o abandonou emocionalmente. A vida é essa, a gente tenta viver em harmonia, paz, dedicação, com cuidados principalmente familiares, e para ter um amparo quando preciso.

O ArapuaMS, escolheu Edmar José Cassemiro, como um dos entrevistados por ter feito parte da vida dos moradores do Distrito de Arapuá/região e também pelos elogios dos Três-lagoenses, pelo bom atendimento, atenção. Uma emoção muito grande poder contar uma história de muita dedicação, com todas as dificuldades dos princípios entre infância até faculdade. E podemos finalizar destacando esse lado humano, do profissional dedicado, sempre pensando no próximo, dando a vida a mais de dez (10) mil pessoas em nossa cidade.

Dr. Edmar um três-lagoense dedicada com nossa saúde.

UM FELIZ 2018, com muita paz, amor e confraternização, a todos os leitores e aos três-lagoenses, é o desejo do ArapuáMS.