Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas realizavam fiscalização fluvial no rio Paraná, no município de Brasilândia e prenderam no dia (13) à tarde, dois pescadores paulistas praticando pesca predatória. Os infratores estavam pescando em uma lagoa no entorno da reserva ambiental Cisalpina. Os pescadores iniciavam a pescaria e ainda não tinham capturado nenhum peixe. Com eles foram aprendidas quatro carretilhas com varas.

Os infratores, ambos de 30 anos, residentes em Paulicéia (SP) foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Brasilândia, onde foram autuados por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de prisão Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 700,00 cada um.