Image default

PMA utiliza drone para monitorar cardumes no rio Coxim e Taquari e apreende redes de pescadores que praticariam pesca predatória

Policiais Militares Ambientais de Coxim realizam fiscalização preventiva e monitoramento de cardumes no rio Coxim e Taquari com utilização de um drone. Ontem (10) à tarde, durante a vigilância, os Policiais verificaram por meio do aparelho, dois infratores em uma região nas proximidades de um córrego denominado Índio, transportando redes de pesca (petrecho de proibido).

Aparentemente, os infratores ao perceberem o drone, esconderam os petrechos ilegais à margem do rio e empreenderam fuga na mata. A equipe foi ao local e apreendeu duas redes de pesca, que mediam 50 metros cada.

A PMA continuará em fiscalização preventiva, fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente com uso deste tipo de petrecho ilegal que tem alto poder de captura. Se identificados, os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Há também previsão de multa administrativa de R$ 700,00 a R$ 100.000,00.

Veja também

PMA autua pescador profissional por construir rancho de pesca em área protegida de matas ciliares do rio Brilhante

admin

PMA autua três e apreende 97% a menos pescado no primeiro mês de piracema com relação ao mesmo período da operação passada

admin

Três pescadores são multados em R$ 3 mil e presos por pesca e transporte de pescado ilegal

admin

Em Vídeo| Polícia Ambiental recolhe 127 anzóis de galho e liberta pintado no Rio Verde

admin

PMA apreende canoas com diversas redes de pesca, tarrafas e anzóis de galho durante fiscalização de monitoramento de cardumes na piracema

admin

PMA prende homem com carne de jacaré em veículo

admin

PMA apreende caminhão carregado de madeira transportada ilegalmente e autua infrator em R$ 3,9 mil

admin

PMA fecha operação Dia de Finados com 12 autuados, 284 kg de pescado apreendidos, 65 autuados e 687,5 kg de pescado

admin

PMA autua 107 e aplica R$ 3 milhões por desmatamentos ilegais de 2.209 hectares em 10 meses da operação Cervo-do-Pantanal

admin