www.arapuams.com.br – Portal de Notícias de Três Lagoas e região
Image default

Polícia Militar Ambiental autua oito por pesca ilegal, apreende cinco barcos, cinco motores e 1 km de redes de pesca e solta 20 kg de pescado

Duas equipes de Policiais Militares Ambientais de Naviraí, que trabalham na operação Fronteira, deflagrada no dia 2 de abril, contra a pesca predatória, na fronteira e em todo o Estado, realizaram fiscalização na região do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema (PEVRI) e nos municípios de Jateí, Eldorado, Itaquiraí e Naviraí, autuaram oito pescadores por pesca ilegal e apreenderem cinno barcos, cinco motores e grande quantidade de petrechos proibidos para a pesca.

Um pescador profissional (31), residente no Porto Caiuá em Naviraí, foi abordado em uma embarcação, onde foram encontradas três redes de pesca, medindo 200 metros e duas cordas de espinhel com 20 anzóis cada uma (petrechos proibidos), que o infrator começava armar no rio Ivinhema no município. Um barco, um motor de popa e os petrechos ilegais foram apreendidos. O infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.500,00.

Pelo mesmo motivo, no rio Paraná no município de Itaquiraí, outra equipe abordou um paranaense de 40 anos, residente em Boa Vista da Aparecida (PR), quando armava três redes de pesca, medindo 200 metros e uma corda de espinhel com 20 anzóis. Os petrechos ilegais foram apreendidos e o infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.200,00.

Os infratores detidos foram autuados por crime ambiental de pesca predatória e poderão, se condenados, pegar pena de um a três anos de detenção.

Outro paranaense, um comerciante residente em Umuarama (PR), foi autuado no rio Paraná, no município de Itaquiraí, quando foi abordado em uma embarcação e pescava sem a devida autorização de pesca. O barco, um motor de popa e um molinete com vara de pesca foram apreendidos. O infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.200,00.

 Pelo mesmo motivo, um pescador de 38 anos, residente em Eldorado, foi autuado em R$ 700,00. Ele pescava embarcado no rio Paraná, na área do seu município e também não tinha a licença ambiental de pesca. O barco, um motor de popa e um molinete com vara de pesca foram apreendidos.

No rio Amambaí, nos municípios de Juti e Naviraí, outros quatro infratores foram autuados por pescar sem licença. Dois, de 30 e 32 anos, residentes em Dourados; um de 53 anos, residente em Curitiba (PR) e outro (39) residente em Juti, pescavam embarcados sem a licença de pesca. Foram apreendidos dois barcos, dois motores de popa e quatro carretilhas com varas. Os infratores foram autuados administrativamente e multado em R$ 900,00 cada um.

A pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se somente infração administrativa.

Nas proximidades de um acampamento à margem do rio Paraná, uma equipe retirou do rio, 17 redes de pesca, medindo 600 metros, que estavam armadas em sequência, na região próxima ao Porto Morumbi, no município de Eldorado. Durante a retirada dos petrechos foram soltos aproximadamente 20 kg de peixes que estavam vivos nas redes. No acampamento foram apreendidos mais três espinheis e 89 anzóis de galho. Os pescadores abandonaram o acampamento, antes da chegada dos Policiais. As redes foram apreendidas.

Veja também

Morador da Vila Piloto ateia fogo em madeira e é multado em R$ 5 mil

admin

Polícia Militar Ambiental apreende três caminhões carregados com 67 cabeças de gado produto de apropriação indébita no Pantanal

admin

Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas realiza Educação Ambiental para 50 alunos de escola pública

admin

Polícia Militar Ambiental captura ouriço que impedia saída de moradora de residência e jabuti na área urbana de Coxim

admin

Polícia Militar Ambiental de Batayporã autua proprietário e empresa imobiliária em R$ 10 mil por construir loteamento e estrada afetando área protegida por lei

admin

Polícia Militar Ambiental recebe prédio construído pela Justiça do Trabalho e atenderá a 50 crianças em nova unidade do Projeto Florestinha em Bataguassu

admin