Image default

Produtores rurais e assentados têm apoio gratuito para regulamentar e adquirir selo do SIM

A diretoria de agronegócio presta todo o suporte para produtores atenderem às exigências da vigilância sanitária e receber o certificado

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA), por meio da Diretoria de Agronegócio, inova mais uma vez e disponibiliza serviços em benefício dos pequenos produtores rurais da região de Três Lagoas.

O departamento está levando orientações e apoio técnico aos sitiantes e assentados que produzem hortifrútis ou alimentos de origem animal para se adequarem às exigências do Serviço de Inspeção Municipal (SIM).

 O SIM  é uma certificação necessária para que o produtor possa comercializar seu produto com segurança e dentro das normas municipais.

Na manhã desta terça-feira (15), a equipe da Diretoria de Agronegócio esteve no Assentamento Pontal do Faia auxiliando alguns sitiantes interessados em  aderir ao SIM.

Estiveram no sítio Santo Expedito, para prestar apoio à família de dona Joana dos Anjos Oliveira,  o coordenador de gestão de políticas públicas, Célio Lopes de Barros, a veterinária Andréia Santana e o estagiário em veterinária, Marlon Donegatti.

A família tem um mini laticínio onde produzem queijos, doce de leite pastoso e doce de frutas cristalizadas, garantindo o sustento através da venda desses produtos. Para que esses alimentos possam ser comercializados em atacado e varejo, o selo do SIM é indispensável.

“O intuito da assessoria que fazemos, é levar informação aos pequenos produtores sobre os procedimentos para adequar o local de produção, manejo de animais e derivados conforme exige a Vigilância Sanitária. Nossa equipe presta todo apoio gratuito a esse público, sem contar que o registro do SIM também não tem custo nenhum”, esclarece Célio.

Para o casal Fabiano Marques e Adriana dos Anjos Oliveira, a visita da equipe foi muito importante. “Todas as informações que estamos tendo, são muito úteis para trabalharmos dentro das normas. Com isso, podemos ampliar o mercado e agregar valor aos nossos queijos e doces, já que terão selo de reconhecimento de qualidade e procedência”, salienta o casal.

A veterinária Andréia orienta que todo pequeno produtor que produza e comercialize qualquer tipo de alimento deve se adaptar a esta exigência, para que seu produto possa ter o certificado do SIM. Assim como a família da dona Joana, os produtores rurais terão orientação, apoio técnico profissional e registro gratuitos. Para isso, o sitiante ou assentado pode solicitar uma visita da equipe pelo telefone: (67) 3929-9965.

Related posts

Morre aos 73 anos o fotógrafo Oscar Martins Filho

admin

Professor do CEI “Novo Alvorada” desenvolve projeto de esportes radicais para crianças de 2 a 5 anos

admin

Alunos que utilizam Transporte Rural em Três Lagoas participam de palestra sobre sexualidade

admin

Equipes de socorro em acidentes de emergências participam de simulado em Três Lagoas

admin

IFMS abre inscrições em concurso público para técnicos-administrativos

admin

Campeonato estadual de futebol feminino começa neste fim de semana em Três Lagoas e Campo Grande

admin