www.arapuams.com.br – Portal de Notícias de Três Lagoas e região
Image default

Profissões pouco conhecidas ajudam a salvar vidas na rodovia

Eles trabalham para que a BR-163/MS continue como a rodovia da vida

Nesta quarta-feira (1), foi comemorado o Dia do Trabalhador. A data é  celebrada anualmente como forma de lembrar a importância de todos os profissionais na execução de seus serviços e na entrega para o cliente. Na CCR MSVia, algumas profissões são pouco conhecidas pelo público, mas fazem toda a diferença na hora de deixar a BR-163/MS mais confortável e segura aos usuários, por meio de profissionais que prestam suas funções com desenvoltura e agilidade.

É o caso do agente de inspeção de tráfego, Francisco Deon Carlos, que trabalha há 5 anos na empresa, desde o início da concessão em Mato Grosso do Sul. Todos os dias, às 6h da manhã, a Base 10 do Serviço de Atendimento ao Usuário da CCR MSVia, localizada na Capital, acolhe o ânimo e a determinação do profissional em atuar nas mais diversas ocorrências do dia a dia na pista.

Francisco Deon CCR foto Rachid Waqued

Para saber se está tudo dentro da normalidade, Francisco percorre todos os dias do km 460 ao km 452, trecho pelo qual é responsável. Retira objetos da pista, orienta pedestres ou ciclistas que percorrem pela rodovia, conversa com lindeiros quando necessário (população que fica às margens da pista), verifica se as sinalizações verticais e horizontais estão corretas, tudo com o objetivo de garantir mais segurança e qualidade para quem passa pela BR-163 no Estado. O mesmo procedimento é executado em todas as bases de atendimento da concessionária por meio de suas equipes, nos mais de 845 quilômetros da rodovia.

Suas atribuições não são simples, porém, sempre executadas com bastante habilidade, pensando no bem daqueles que trafegam diariamente pela rodovia. O olhar atento do agente captura o essencial para a solução de eventuais problemas identificados. “Qualquer que seja a ocorrência, estamos aqui para trazer o auxílio necessário ao usuário, seja na falta de combustível, pneu furado, pane elétrica, entre outros”, pontua.

Todo o serviço concretizado na rodovia traz para Francisco ares de satisfação e realização. Ele relembra que, antes de trabalhar na concessionária, foi taxista autônomo por mais de 12 anos. Por isso, para ele, fazer parte de uma empresa de grande porte com seus mais de 50 anos de idade, traz um gostinho especial para sua vida pessoal e profissional. “Com essa oportunidade, hoje estou conseguindo aprimorar meus estudos e pretendo, em breve, cursar uma faculdade ou, quem sabe, fazer um curso técnico”, diz, pensando em crescer ainda mais.

Somado ao que é realizado na pista, estão as tarefas exercidas no Centro de Controle Operacional (CCO) da CCR MSVia. Há 2 anos e meio, Diego de Paula Gonçalves é um dos responsáveis pelo trabalho de monitoramento das quase 500 câmeras distribuídas em toda a rodovia. Sempre verifica a ocorrência de algum acidente, se todas as viaturas estão completas e até mesmo as obras de manutenção diárias, que exigem interferência no tráfego. Cada movimento dado na pista é detectado com rapidez para que tudo transcorra normalmente, seguindo as normas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Diego de Paula CCR foto Rachid Waqued

A tecnologia é grande aliada. Diego explica que, além das câmeras, o GPS também auxilia no monitoramento, bem como o contato feito pelo próprio usuário pelo número 0800 648 0163. “Podemos identificar determinada ocorrência pelas imagens, verificar se o veículo está em local seguro e mensurar em quanto tempo a viatura poderá chegar no lugar. As viaturas na pista também nos informam sobre ocorrências e temos, ainda, comunicação direta com a Polícia Rodoviária Federal quando identificamos algum usuário dirigindo perigosamente, por exemplo”.

Todas essas ações são primordiais para vidas sejam salvas. E isso, segundo Diego, é o que mais lhe motiva a trabalhar na concessionária. “Gosto muito de ajudar as pessoas e aqui podemos ver que a empresa realmente dá suporte ao usuário. Os serviços funcionam efetivamente e isso, particularmente, traz muita satisfação, justamente pelos resultados positivos”, acredita.

Um exemplo é quando ocorrem partos na rodovia. Se não fosse a intervenção da equipe que atua no CCO, em conjunto com o trabalho feito no resgate, vidas poderiam ser perdidas, alega Diego. Felizmente, não é o que ocorre nestes casos. “É muito gratificante quando, em situações extraordinárias, conseguimos ver vidas nascendo e sendo salvas por meio do nosso trabalho”, salienta. De 2014 até o momento, 13 partos já foram realizados por intermédio das equipes da CCR MSVia.

E para que o monitoramento seja feito adequadamente, há outra equipe responsável pela manutenção da área de TI que, consequentemente, auxilia na manutenção das câmeras de segurança da pista. O analista de sistemas Dario Raquita, que atua há três anos na empresa, faz parte desse conjunto de especialistas. Essa função, até então pouco difundida no Estado, faz a diferença na hora de efetivar um atendimento ao cliente.

Dario Raquita CCR foto Rachid Waqued

Dario relata que auxilia na manutenção das telecomunicações da concessionária, dando suporte para técnicos de campo e atendendo urgências e necessidades do CCO. Quando ocorre uma falha em determinada câmera da rodovia, a equipe da qual Dario faz parte é acionada para o atendimento. O reparo pode ser feito de forma remota ou, se for preciso, um técnico é enviado para o local.

Entre as falhas que podem ocorrer, estão o fato de uma câmera simplesmente parar de se movimentar, ou a imagem “desaparecer” do visor. Problemas elétricos ou rompimento de fibra óptica podem estar entre as causas de tais contratempos. Sendo assim, soluções são implementadas para que tudo volte a sua normalidade.

“Acompanho toda a parte de fibra óptica, rádio, comunicação das bases e praças de pedágio, PMVs (Painéis de Mensagens Variáveis) e câmeras. É um trabalho que, além de prevenir acidentes, ajuda também a salvar vidas, já que todos os nossos trabalhos são interligados”, complementa.

Estes são alguns exemplos dos trabalhadores que se dedicam integralmente para que o usuário da BR-163/MS tenha a melhor experiência possível ao trafegar pela rodovia.

Veja também

CCR MSVia leva oficinas culturais a instituições públicas de MS

admin

IFMS abrirá 80 vagas para cursos de graduação no 2º semestre

admin

Justiça decide que dois terço dos servidores da educação de MS terão que trabalhar segunda (20)

admin

Campeonato incentiva pesque e solte em MS e MT

admin

Impactos da Era Digital no campo

admin

Deputado estadual Eduardo Rocha solicita patrolamento e cascalhamento da MS-312

admin