Representantes da Caravana Contra o Feminicídio da OAB/MS se reúnem com secretária...

Representantes da Caravana Contra o Feminicídio da OAB/MS se reúnem com secretária de Assistência Social de Três Lagoas

Secretária avalia como positiva a reunião para aumentar, fortalecer e potencializar ainda mais ações já realizadas na Cidade

A secretária Municipal de Assistência Social (SAS), Vera Helena Arsioli Pinho, acompanhada do assessor Jurídico do Município, Luis Henrique Gusmão, e da equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), recebeu nesta quarta-feira (17), integrantes da Caravana Contra o Feminicídio, formada por advogadas da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional de Mato Grosso do Sul (OAB/MS).

A equipe procurou a secretária para fazer uma reivindicação de parceria com a Prefeitura Municipal de Três Lagoas, por meio de convênios e da criação de uma subsecretaria para tratar de assuntos como a violência doméstica, além da criação de uma comissão que acompanhe os feminicídio.

O caso de assassinato de uma mulher que comoveu a Cidade recentemente motivou a vinda do grupo que conversou e esclareceu várias dúvidas com a secretária que, junto com o assessor Jurídico e de sua equipe, levantou as informações solicitadas pelas advogadas e mostrou dados sobre os programas já realizados no Município.

Para a conselheira Estadual da OAB/MS, Ecler Nantes, os resultados são positivos. “Estamos saindo dessa reunião extremamente felizes com as ações que a Secretaria está realizando. Esse trabalho realizado em rede com outras Secretarias está surtindo um excelente resultado”, confirma.

Para Vera Helena, a vinda do grupo pode aumentar, fortalecer e potencializar ainda mais as palestras e ações já realizadas na Cidade para melhorar e diminuir o índice e a violência da mulher.

“Em Três Lagoas, a SAS já realiza uma política voltada em combater a violência contra a mulher. Temos uma equipe no CREAS composta por advogados, assistente social, psicólogo, pedagogo, que desenvolvem esse trabalho, além de palestras nas escolas municipais e estaduais, nas indústrias e empresas da Cidade para tentar conscientizar e modificar esse cenário”, explica.

CONVÊNIO

Além da subsecretaria para tratar de assuntos específicos como a violência doméstica, a possibilidade de formação de um convênio também foi levantado pela equipe para levar palestras às Escolas Municipais e Estaduais da Cidade conscientizando os alunos que, consequentemente, repassarão essas informações as mães, que a violência começa inicialmente de forma verbal, emocional, financeira, patrimonial, evoluindo até chegar ao crime.

“Quando realizamos essas ações dentro da sala de aula os alunos entendem o que é a violência e levam ao conhecimento da mãe, por exemplo, que até então achava normal e comum”, disse uma das integrantes da comissão durante a reunião. Para a comissão o feminicídio é a ponta do iceberg de todo um histórico de violência.

RESULTADO

Para o assessor Jurídico do Município, e ex-conselheiro da OAB, Luis Gusmão, “a reunião foi satisfatória. Houve uma convergência de interesses até por conta das políticas já colocadas em prática pela SAS e vemos a possibilidade do Município aperfeiçoar e aprimorar o trabalho que já vem sendo desenvolvido. Vamos levar as reivindicações ao prefeito e acredito que essa atuação da OAB/MS na Cidade de Três Lagoas é de grande valia e necessidade, além de interesse de toda a população”, explica Gusmão.

Para Vera Helena, “é muito importante recebermos essas mulheres guerreiras, ativas, que estão à frente e tomam a iniciativa para tocarmos em um assunto tão difícil e complicado. Precisamos empoderar as mulheres para avançarmos com propostas em trabalho, ações concretas a fim de combater a violência contra a mulher”, explica.