ArapuáNews – Notícias de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, Brasil e região
Image default

Trabalhadores da Educação vão a ruas de Três Lagoas nesta terça, convocando greve geral contra Governo

Na manhã desta terça-feira (13), Sinted (Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Três Lagoas e Selvíria), trabalhadores da educação e alunos das Redes Estadual e Municipal de Três Lagoas realizam manifestação na área central da cidade contra a reforma da Previdência e contra o corte de verbas na Educação.

O ato pelo Movimento Unificado teve concentração na Igreja Matriz, às 7 horas da manhã, e seguiu para o centro da cidade. O manifesto conta com a presença de vários sindicatos da cidade e movimentos sociais, além de alunos da rede pública de ensino de Três Lagoas.

A Paralisação Nacional foi deliberada, por unanimidade durante a assembleia e o principal objetivo é a luta contra a Reforma da Previdência, na qual tira o direito da aposentadoria dos brasileiros, e também os cortes na Educação Pública Básica e Superior, realizado pelo Governo Federal neste ano.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, apenas as Escolas Municipais Flauzina de Assunção Marinho, CEI Interlagos e Escola de Educação no Campo Antônio Camargo não paralisaram as atividades.

A paralisação na Rede Estadual também é parcial, até o momento apenas a Escola Estadual Fernando Corrêa aderiu integralmente à paralisação.

Sendo assim, é aconselhável que os pais ou responsáveis entrem em contato com as unidades para saber se haverá aula.

Segundo a CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação), um novo bloqueio no orçamento do MEC (Ministério da Educação) no valor de R$ 348 milhões, divulgado no dia 7 de agosto, afetará a compra e a distribuição de centenas de livros didáticos que atenderiam crianças do ensino fundamental de todo o país.

“Desde o início de 2019, houve uma série de propostas de retiradas de direitos e cortes na educação pública. Ter uma aposentadoria digna e uma educação de qualidade é necessário para nossa qualidade de vida, e não podemos deixar isso acontecer. A classe trabalhadora é forte, e se nos unirmos, não há quem nos vença”, relata a presidente do SINTED, professora Maria Laura Castro dos Santos.

Com informações de Rádio Caçula – Fotos: Assessoria do Sinted

Veja também

Visite nosso novo site www.arapuanews.com.br

admin

Cerca de 800 pessoas participaram do projeto Transporte em Ação do SEST SENAT

admin

CAMPANHA: “Adote uma caneca” é iniciada na Prefeitura de Três Lagoas

admin

Em Corumbá, Professora de 44 anos morre atropelada por vagão

admin

Saudoso locutor de rodeios, ‘Curió’ ganha homenagem com nome de rua em Três Lagoas

admin

Ex-Vice Presidente da FETEMS e Professora Elaine de Sá Costa será velada as 20h no Sinted de Três Lagoas

admin