Vereadores de Três Lagoas arquivam denúncia de improbidade contra Prefeito

Vereadores de Três Lagoas arquivam denúncia de improbidade contra Prefeito

Durante a sessão desta terça-feira (27), os vereadores apreciaram e votaram uma denúncia feita por um biomédico, pedindo o afastamento e cassação, do prefeito Angelo Guerreiro (PSDB) pelo cometimento de infrações administrativas e irregularidades na contratação em caráter emergencial, do serviço de coleta de lixo.

Por decisão da maioria absoluta, o Plenário não acatou a denúncia e a mesma foi arquivada. Apenas três vereadores votaram a favor: Davis Martinelli (PROS), Reneé Venâncio (PSD) e Professor Flodoaldo (SD).

Os vereadores que votaram pelo arquivamento, ressaltaram que a Câmara já fez um trabalho de apuração sobre tal contratação, por meio da instauração de uma Comissão de Inquérito, criada em maio de 2017.

O relatório final da CI – elaborado após três meses de oitivas e apuração de fatos – recomendou o arquivamento da denúncia e a abertura de processo licitatório, com base na Lei 8.666/93, para a continuidade dos serviços de lixo.

No uso da tribuna o líder do Prefeito vereador Rialino (MDB), disse que a Câmara não deve ser usada para  resolver “conflitos comerciais” e que o processo não tinha fundamento, haja vista, que não existiu superfaturamento ou favorecimento a empresa que presta serviços atualmente por meio de contrato emergencial, já que todas tiveram a oportunidade de participar.